Perguntas que recebo com frequência por e-mail

Recebo muitos e-mails de brasileiros que me questionam sobre trabalhar, estudar, viajar e praticar yoga na Índia, sendo assim, eu resolvi criar um post com o intuito de poder sempre enviar este link para eles, quando surgir este tipo de dúvidas.

Primeiro:

Aqui na Índia não é igual nos EUA ou na Europa: que dá para arrumar emprego/trabalhos esporádicos, mesmo não possuindo o visto correto. A mão de obra indiana é muito barata (ou seja, o valor que receberá não vale a pena, mesmo se conseguir arrumar algum trabalho), e para fazer serviços básicos, como por exemplo, lavar louças em um restaurante, limpar casa, ser babá, precisa saber o Hindi ou o idioma oficial do Estado.

Guia: eu conheço apenas o Aditya, que é um indiano que fala Português muito bem. Caso desejar entrar em contato com ele o número do WhatsApp é +91 9461631859. Ele mora em Jaipur.

Sobre turismo e compras em Delhi (cidade em que vejo a maioria dos brasileiros visitando na Índia):

Segue abaixo uma lista de locais que eu acho legal para se visitar em Delhi:

  1. Gandhi memorial;
  2. Red fort;
  3. Jama Masjid;
  4. Lodi Gardens;
  5. Qutb Minar;
  6. Humayun’s Tomb;
  7. Jama Mosque/Masjid;
  8. Hauz Khas Complex;
  9. Akshardham;
  10. India gate;
  11. Lotus Temple;
  12. Agresan Ki Baoli;
  13. Gurudwara Bangla Sahib; e,
  14. Purana Quila.

Os que estão destacados são os que eu mais gosto.

Todos estes locais possuem histórias, que a presença do guia faria a sua visita mais interessante, porém sugiro dar uma olhada um por um no Google e ver o que para você seria mais legal visitar ou não. Eu sempre aconselho a alugar um carro para o dia, com o intuito de facilitar a logística, o qual custa cerca de USD 25 a diária para 80 km rodado.

Para ficar hospedada eu gosto da área chamada Saket – tem hotéis bons e com um preço acessível por lá. A região das Embaixadas é excelente, porém os hotéis são bem caros. Eu costumo ficar no hotel Country Inn Saket*, pois normalmente de noite eu estou cansada, depois de um longo dia, e quero sair para comer próximo do hotel, e ao lado deste hotel há o DLF South Court shopping, que dá para chegar caminhando, em apenas um minuto.

*A diária neste hotel, para duas pessoas, com café da manhã incluso, sai em torno de USD 60 – na alta estação sai um pouco mais caro.

Para realizar compras em lojas boas, em Delhi, que não seja em shopping eu visito as regiões Khan Market ou Connaught place. Sugiro ir com tempo, caminhar sem agenda certa, e entrar nas lojas que achar interessante ao ver de fora.
Para compras de coisas baratas eu visito a região de Paharganj.

Para ir até Agra e Jaipur sempre dá para reservar um carro. Abaixo uma idéia de custo para 4 opções de Delhi à Jaipur:

  • De avião: comprando com antecedência você consegue adquirir ida e volta por cerca de USD 44;
  • De ônibus bom (da VOLVO) a passagem, por trajeto, sai por cerca de USD 14 e USD 10 para mulheres – há ônibus bem mais baratos, porém eu não aconselho;
  • De trem (Double Decker): a passagem, por trajeto, sai por cerca de USD 7 para mulheres e USD 10 para homens;
  • De carro: o aluguel de um carro, por trajeto é de cerca de USD 45.

Como eu costumo realizar este itinerário? Depende do clima, do horário que eu preciso chegar em Delhi, em quantas pessoas estamos e etc. Por exemplo, no inverno eu prefiro ir de trem, pois sei que não haverá atrasos. Uma vez o voo que eu tinha para Delhi, saindo de Jaipur, atrasou mais de 8 horas, por conta da neblina.

Site que eu mais uso para comprar passagens e reservar hotel: Make my trip

Eu não sei praticamente nada sobre Yoga, mas conheço um professor que dá aula de graça em Jaipur, na casa dele. Para pessoas que querem entender mais e pretendem ficar em Jaipur uma semana acho uma boa opção ficar hospedada na guest house que ele tem com a esposa:

Página do Facebook da guest house aqui.

Página do Facebook da escola de yoga aqui.

Mas quem quer estudar profundamente Yoga e se especializar eu sugiro pesquisar sobre escolas na cidade de Rishikesh.

Eu não realizei nenhum curso superior aqui na Índia, e nestes mais de 6 anos de Índia não tive a oportunidade de conhecer ninguém do Brasil que veio para a Índia realizar algum curso superior, MBA, Mestrado e etc, sendo assim, infelizmente também não obtenho informações para repassar.

Acho que eu compartilhei aqui tudo o que mais me perguntam por e-mail, mas caso tenha ficado alguma dúvida, escrevam aqui nos comentários que retorno o mais breve possível. 🙂

Patrika Gate: local próximo ao aeroporto de Jaipur. Vale a pena a visita.
Anúncios

Minha experiência com o sistema de saúde na Índia.

Até hoje eu precisei me consultar apenas duas vezes com médicos na Índia, e os encontrei através de um aplicativo chamado Practo. Neste app você escreve a especialidade do médico que esta precisando e ele te informa quantos anos de experiência tem o médico, fotos do consultório, preço da consulta, e comentários de outros pacientes que foram atendidos pelo mesmo.

Há hospitais públicos que não cobram nada da população, mas mesmo os privados as consultas são bem baratas ao comparar com o Brasil. Por exemplo, uma consulta cara por aqui sai em torno de USD 10 (dez dólares). Recentemente fui ao Dermatologista e a consulta saiu por USD 4,40 (quatro dólares e quarenta centavos).

Os remédios também são baratos. No último mês de março eu completei 6 anos na Índia, e no início eu trazia todos os remédios do Brasil, porém hoje em dia eu adquiro tudo por aqui mesmo.

Um fato engraçado é que na consulta com a Ginecologista é comum eles pedirem para você preencher um formulário o qual possui um espaço para adicionar o nome e telefone do seu marido ou do seu pai. Por a Índia ainda ser muito conservadora quando o assunto é sexo, não é normal meninas solteiras visitarem a Ginecologista antes de casar.

Uma rede de hospitais muito boa é o Fortis: Lembram do casal do site Viajo Logo Existo que eu os recebi na minha casa? Quando eles chegaram em Jaipur a coluna do Leonardo estava muito dolorida, por dirigir várias horas seguidas, e por isto fomos até este hospital. Chegando lá o Leonardo fez vários exames e o valor de tudo ficou menor do que a quantia que ele teria que pagar da franquia se acionassem o seguro internacional de saúde (cerca de USD 200), e por isto ele achou melhor pagar por aqui mesmo o total final de todos os exames e consultas.

Tenho amigas que fizeram o seguro saúde de viagem, no Brasil, para virem passar uma temporada na Índia, e elas tiveram problemas e foram bem atendidas e reembolsadas. Eu super aconselho que façam mesmo, se o período não for muito grande, como é o meu caso. As famílias estrangeiras que moram aqui por um longo período de tempo não costumam fazer, por conta do sistema de saúde ser barato, caso precisarem.

Mapa da Índia

Em uma das vezes que eu estava voltando para a Índia, de uma viagem ao Brasil, eu decidi trazer na mala um mapa que havia adquirido nos tempos da Faculdade, com o intuito de poder decorar um dos ambientes do meu apartamento em Jaipur.

Para mim era algo simples e que não haveria problemas de forma alguma em carregar este objeto na mala, porém para a minha surpresa o governo da Índia não permite que nenhum mapa que mostre as fronteiras da Índia de forma incorreta entre no país.

Como eu fiquei sabendo disto? No documento que eles entregam no avião para preenchermos e entregarmos para a imigração da Índia continha esta informação na parte de trás.

Na hora que li sobre isto eu fiquei surpresa e pela primeira vez fiquei com receio de que os funcionários do aeroporto checagem a minha bagagem na chegada à Índia, pois não queria problemas, e não sabia qual seria a posição dos mesmos caso no mapa que eu carregasse as fronteiras da Índia não estivem mostrando como deveria ser na visão dos indianos.

Em alguns mapas mostram as regiões de Jammu and Kashmir e Arunachal Pradesh como parte do Paquistão e da China, respectivamente.

Em 2016 o partido National Democratic Alliance (NDA) propôs a seguinte lei:

“No person shall depict, disseminate, publish or distribute any wrong or false topographic information of India including international boundaries through internet platforms or online services or in any electronic or physical form.

“Whoever acquired any geospatial information of India in contravention of the law shall be punished with a fine ranging from Rs. 1 crore to Rs. 100 crore and/or imprisonment for a period up to seven years,”.

(Tradução: “Nenhuma pessoa deve descrever, divulgar, publicar ou distribuir qualquer informação topográfica errada ou falsa da Índia, incluindo fronteiras internacionais, através de plataformas de Internet ou serviços online ou em qualquer forma eletrônica ou física.

“Quem adquiriu qualquer informação geoespacial da Índia em contravenção da lei será punido com uma multa variando de Rs. 1 crore para Rs. 100 crore e / ou prisão por um período de até sete anos”). 1 crore atualmente equivale à USD 144.383,48.

Abaixo consta uma imagem da diferença dos mapas para vocês visualizarem/entenderem melhor:

Depois que eu cheguei em casa eu fui ver que o mapa que eu adquiri nos tempos de Faculdade continha as fronteiras erradas da Índia…e ainda bem que ninguém me parou no aeroporto, pois creio eu poderia ter tido problemas…

E vocês também tem alguma história de algum momento tenso nos aeroportos pelo mundo? Se sim, nos conte aqui. 😉

Academia na Índia

Quando eu vim para a Índia em 2013 as opções de academias na cidade em que moro eram bem poucas, e as que tinham não eram tão organizadas.

Hoje em dia o número cresceu muito, e em qualquer bairro há academias muito boas, e algumas delas são inclusive de redes internacionais, como por exemplo a que eu utilizo: Anytime Fitness.

Em Jaipur há 4 unidades desta rede, e ao ser membro podemos utilizar qualquer uma das unidades no mundo (em mais de 50 países).

Além deste benefício:

  • Há várias aulas diferentes todos os dias, conforme tabela abaixo; e,

  • Podemos congelar a matricula duas vezes por ano, por até 30 dias, para caso você viaje, e não queira perder o pacote adquirido.

Foi por conta destes três motivos que eu optei por esta rede.

Os pontos negativos é que lota de pessoas nos horários que posso ir, e que os treinadores não são tão prestativos, no sentido de vir conversar conosco e nos instruir, sem ter que ir até eles. Mas creio que estes dois pontos acontecem na maioria das academias pelo mundo.

O valor pago para um plano de um ano foi de 16 mil rúpias, o que equivale a aproximadamente USD 20 (vinte dólares) por mês. E caso você trouxer ou apresentar amigos, que comecem um plano com eles, você ganha um mês de graça por cada amigo.

Algumas imagens da página do Facebook da unidade que eu frequento, para vocês verem que a estrutura é sim muito boa:

Valentine’s Day na Índia

Vocês sabem me dizer se os casais no Brasil ainda comemoram o dia dos namorados?
Aqui na Índia eles celebram a data americana Valentine’s Day, no dia 14 de fevereiro. Até aí tudo bem, nada demais, porém o que eu acho uma graça é que eles costumam comemorar a semana dos dias dos namorados de uma forma bem diferente da que eu conhecia (quando morei nos EUA em 2008/2009).

7 dias antes do dia 14 de fevereiro eles presenteiam com uma rosa: Rose Day;

6 dias antes para eles é o dia do pedido (Propose Day), em que seria o dia ideal para pedir a mão da namorada em casamento, ou pedir alguém em namoro;

5 dias antes é o dia do chocolate;

4 dias antes é o dia do ursinho de pelúcia (Teddy’s day);

3 dias antes é o dia da promessa (Promise Day), por exemplo, o casal promete sempre cuidar um do outro;

2 dias antes é o dia do abraço;

1 dia antes do dia 14 de fevereiro é o dia do beijo…

….e finalmente no dia 14 o casal sai para jantar juntos. Há na cidade em que moro (Jaipur) várias promoções em restaurantes para jantares à luz de velas, e em alguns temos que fazer a reserva com bastante antecedência.

A semana aqui está rendendo…rs.