Ratos?

Sim, é verdade, é muito fácil encontrar ratos em vários lugares aqui na Índia.

Seja em casa, nas ruas, no trabalho e até mesmo em restaurantes.

Graças a Deus eu não tenho frescura quanto a isso, mas admito que não curto quando eles passam pelos meus pés – fato que ocorreu duas vezes até agora.

Tem gente que vem para cá e não encontra com nenhum ratinho, porém, não sei o porquê, eu tenho imã para esse animal.

Ao comentar sobre tal fato com uma colega de trabalho, indiana, eu citei que no Brasil nós matamos os ratos quando os vemos, seja através de um cabo de vassoura, veneno ou ratoeira.

Para ela entender o que era ratoeira (em inglês: trap) eu abri o meu maravilhoso Google e apresentei a imagem abaixo para ela:

Imagem

Ela me disse que não é legal fazer isso, pois além de matar o animal que não faz “mal” nenhum para nós, ele ficará fedendo no ambiente, após morto, já que levará um tempo para verificarmos que a ratoeira funcionou.

Nesse momento ela fez até um comentário dizendo que para eles os ratos são como bichinhos de estimação, ou seja, normal ter em casa.

Daí ela quis me mostrar o modo que eles se livram dos ratos aqui na Índia, digitando no Google “Rat Cage in India”.

Imagem

Conforme vocês podem ver, o rato não é morto, e por isso eu a questionei o que eles fazem com o animal, depois de prendê-lo, e obtive tal resposta: “Vamos para bem longe de casa e o soltamos em algum lugar”.

(Imaginem a minha cara  depois dessa última frase).

Ai, ai, ai…tantas coisas diferentes para tentar me acostumar!

Coisas normais que vemos por aqui!

Abaixo segue algumas imagens de coisas normais que vemos pela Índia – eu pelo menos vejo isso quase todos os dias.

  • Caminhões com a seguinte escrita: “BLOW HORN” (Aperte a buzina), mas também encontramos frases como “HORN PLEASE” (Buzine por favor);

Imagem

  • Camelos fazendo o papel de cavalo (pelo menos na minha visão) – Fato interessante: eles são mais baratos que os cavalos;

Imagem

  • Barbearias ao ar livre; e,

Imagem

  • Homens urinando em qualquer canto da rua.

Imagem

Atualmente não tenho mais problemas em cruzar diariamente com nenhuma dessas imagens, mas admito que no início, para mim, era chocante ver a última cena, pois ela é constante no nosso dia a dia. 

Raj Mandir

Pense em assistir um filme onde as pessoas na sala de cinema expressem suas emoções de forma excedida, a cada movimento diferente dos atores.

Pois é, se deseja passar por uma experiência dessa vale a pena ir ao Raj Mandir, cinema tradicional indiano aqui em Jaipur (em cartaz apenas filmes de Bollywood).

A cada entrada de um novo personagem, ou uma nova piada, escutávamos gritos enlouquecidos como: “Uuuuhuuullllllllllll…………Eeeeeeeeeeeee”. (multiplicados por 10) ¬¬

O filme que fomos assistir se chama “Ramaiya Vastavaiya”, e conforme foi dito por amigos indianos, trata-se de um filme “masala*”, que significa que o filme possui todos os elementos básicos: casal romântico, pequenas cenas de ação, comédia e danças, ou seja, o famoso clichê indiano.

Para entrar no cinema temos que aguardar um tempão na fila, para conseguirmos comprar o ingresso, que varia de 100 a 300 rúpias (de 4 a 12 reais).

Os ingressos mais baratos não possuem uma boa visão…e não que seja preconceito, mas são mais os motoristas de rickshaw que os adquirem (vários indianos me disseram isso), e daí você já pode imaginar que “beleza” deve ser ficar sentado mais de duas horas ao lado deles (quem já morou na Índia vai entender o que eu quero falar com esse comentário).

Para conseguir comprar esses ingressos mais caros você tem que dar uma insistida com o homem que vende os bilhetes, pois muitas vezes ele dirá que não há mais ingressos, porém na verdade ele quer que você ofereça para pagar mais caro e com isso ele possa “embolsar” o restante – pelo menos foi o que me disseram depois.

A visão do lugar que sentamos era ótima, conforme podem ver na imagem abaixo:

Imagem

Mais fotos desse cinema:

Imagem

Imagem

ImagemValeu muito a experiência, pois pude conhecer a forma que os indianos comuns costumam se “divertir” em seu dia de folga.  🙂

*masala para quem não sabe é um tempero comum usado em vários pratos daqui da Índia.

Aditya

Nessa última semana estava eu e mais uma amiga caminhando por uma das principais ruas de Jaipur quando um indiano nos perguntou se éramos brasileiras, enquanto estávamos vendo uma vitrine de joias.

Quando dissemos que sim ele abriu um sorriso e começou a falar português com a gente.

Enquanto conversávamos ele tremia de nervoso, e nos disse que há muito tempo vinha pedindo para Deus colocar brasileiros no caminho dele, para que ele pudesse praticar o idioma.

Confesso que foi lindo escutar ele falando isso, entre os outros elogios sobre o nosso idioma! =)

Ele nos questionou quando que vamos embora e assim que dissemos a nossa data ele ficou contando nos dedos o tanto de dias que ele terá para praticar mais e mais! Rs..

O que eu mais gostei foi quando ele disse que era casado e que vai nos apresentar para a família dele – faço tal comentário porque muitas vezes os indianos não gostam de expor seu estado conjugal para as estrangeiras, fator que eu repudio.

O nome dele é Aditya, e ele está estudando português há muitos anos para ser um guia de turismo que fala português, pois é muito raro encontrar guias com essa característica aqui na Índia.

Ele nos disse que foi o guia do Tony Ramos, quando este veio para Jaipur gravar a novela Caminhos da Índia, mas naquela época só sabia espanhol e inglês.

Fato engraçado: o Aditya nos contou que enquanto ele estava caminhando com o Tony Ramos nas ruas da cidade, algumas pessoas paravam e pediam para tirar foto com ele. Daí o Aditya o questionou o porquê disso, e o Tony informou que ele era ator no Brasil e que por isso ele era “um pouquinho” conhecido – quando eu contei para o indiano que esse é um dos maiores atores do nosso País ele ficou surpreso…hehehe.

Fofoca: Além disso, o Aditya nos falou que tanto o Tony Ramos quanto a Juliana Paes estiveram na loja do irmão dele, de joias, e que o Tony gastou quatro mil dólares em um anel para a esposa dele, mas que a Juliana não adquiriu nada.

Abaixo uma foto do nosso novo colega indiano, super esforçado:

Imagem

Eu e minha amiga estamos empolgadas em ajudá-lo a aprender não apenas o nosso idioma, mas também fatores culturais do nosso País! Vamos ver no que vai dar…rs.

Chand Baori.

Dia 15 de agosto foi feriado aqui na Índia – Independência do País.

Por conta disso eu e meus amigos não trabalhamos, e aproveitamos o dia para conhecermos um local muito bacana, onde foi gravada uma parte do último filme do Batman.

(Quem já viajou comigo sabe o quanto eu amo conhecer lugares onde foram filmados partes de filmes que eu gosto).

Quem se lembra dessa cena?

Imagem

Esse local se chama Chand Baori e fica cerca de 120 Km de Jaipur, localizado em uma Vila chamada Abhaneri.

Abaixo imagens tiradas por mim:

ImagemImagem

ImagemImagemImagem

Não é mais possível caminhar pelas escadas, devido a alguns “espertinhos” que andaram pulando entre elas e se machucaram, e por isso o governo decidiu proibir tal acesso.

Não custa nada para entrar, eles apenas pedem que se você for estrangeiro assine um livro, para eles terem controle de quantas pessoas internacionais estiveram no local.

=)