Viajo Logo Existo

Vocês conhecem o casal do Viajo Logo Existo, Léo e Rachel?

Eles estão viajando pelo mundo desde 2013. Até o momento são 93 países visitados por eles.

O projeto é muito legal e eles estiveram na Índia em 2016, inclusive passaram alguns dias na minha casa. 🙂

Acabei não postando aqui no meu blog antes, porém antes tarde do que nunca, não é mesmo? Rs…

Foi muito interessante recebê-los e escutar as histórias deles. O carro com placa de São Paulo foi uma atração no prédio em que vivo…rs.

Marcela, eu e Rachel, conhecendo o carro deles.

Carro do Viajo Logo Existo – no ano passado eles venderam o mesmo e hoje eles permanecem viajando de avião

Carro do Viajo Logo Existo – no ano passado eles venderam o mesmo e hoje eles permanecem viajando de avião

Os dois livros que eles haviam escrito até 2016. No momento são 4 livros publicados.

A Rachel além de criar conteúdo para o projeto Viajo Logo Existo possui mais dois projetos: Mulher na Estrada e Viagem e Comida. Quando estávamos em casa ela me pediu para gravar os vídeos abaixo, para que eu pudesse contar um pouco sobre como é a minha vida na Índia.

Eu assisti os vídeos em 2016 e hoje acabei me lembrando sobre eles e achei legal compartilhar aqui no blog. 😉

Abraços a todos.

Anúncios

O que devemos trazer para uma viagem à Índia?

Já recebi muitos e-mails de pessoas me questionando o que trazer para a Índia, para uma viagem a turismo pelo País, tão bem como para quem vem para um intercâmbio de trabalho (como foi o meu caso em 2013).

Tudo vai depender da época do ano que vier, pois na alta temporada (final de Outubro a começo de Março) o clima é bem mais gostoso e chega a fazer muitoo frio em Dezembro e Janeiro, sendo assim, para estes dois meses esteja preparado(a) para trazer casacos bem quentes.

Contudo, de forma geral, os itens que aconselho são:

  • Roupas de algodão e bem confortáveis. Há muitos locais que vendem peças lindas aqui, que dá para usar tranquilamente no Brasil, porém não é sempre que o preço é atrativo, por isto é bom já vir com suas roupas certas para cada dia. Decote e saia/bermuda curta chama muita a atenção da população, e por conta disto é bom deixá-los de lado por um tempo, para caso você não quiser ter pessoas te olhando e pedindo fotos com você a todo o momento…rs – Sobre a questão dos ombros de fora: dá para usar tranquilamente, apenas sugiro carregar com você um lenço leve, para algum momento que queira entrar em um templo e por isto precise se cobrir, ou até mesmo visite uma família tradicional indiana – o legal da Índia é que sempre há imprevistos e podemos finalizar o dia na casa de família indiana;
  • Para visitas à fortes ou monumentos antigos eu sugiro calçar tênis. Uma vez cai um tombo muito feio em um forte de Jaipur porque estava de rasteirinha descendo uma escada, e a escadaria era bem lisa por ser muito antiga – fiquei duas semanas com um roxo enorme;
  • Recado para a mulherada: ficar bela e formosa em fotos é sempre muito bom, mas evite colocar jóias e peças que sejam caras – roubo aqui dificilmente acontece, porém quando você esta muito bem vestida, maquiada e etc os vendedores indianos pensam que você tem dinheiro e acabam te cobrando mais caro. #Fato: quando preciso comprar lembrancinhas para levar para o Brasil eu coloco a minha kurta mais baratinha, passo um kajal nos olhos e deixo meu cabelo bem oleoso, para que os vendedores destes itens pensem que eu não tenho dinheiro nenhum e me cobrem bem pouquinho….rs.

O que ficar com você o tempo todo – Se possível traga uma mochila pequena e nela coloque:

  • Cópia do passaporte e carimbo de entrada na Índia (se for ficar em hotel é só pedir na recepção para eles fazer uma cópia para você) – eu evito sempre sair com o meu passaporte original;
  • Cartão de visitas – é incrível o número de pessoas bacanas que conhecemos em viagens, e é sempre legal quando damos esta oportunidade para nos conectar futuramente – muitas vezes estas não possuem facilmente o telefone em mãos e/ou não queremos passar o nosso número mas sim apenas um e-mail para contatos futuros;
  • Um caderno pequeno, para anotar algo que ache importante ou interessante – eu sempre levo comigo para anotar os gastos do dia em viagens, pois gosto de lembrar bem onde o dinheiro esta indo;
  • Caso esteja em Hotel é sempre bom pegar o cartão do mesmo, para mostrar para motoristas, pois às vezes você pode pegar um auto rickshaw e ele não compreenda onde quer ir, ou se precisar pedir para que alguma loja entregue a mercadoria para você em seu hotel;
  • Moeda local (há lojas que se for pagar com cartão de crédito eles te cobram 2% a mais), e claro trocado para dar de gorjeta, caso o serviço tenha sido bom – eu não costumo ajudar no troco quando estou em restaurantes, pois sempre quero que eles me voltem em trocado, e não notas altas…rs;
  • Eu não gosto de usar cartão de crédito em viagens internacionais, mas é sempre bom trazer também, para alguma emergência;
  • Cartão com as informações do seguro saúde, caso tenha feito um;
  • Óculos de sol;
  • Uma garrafa para ter água com você o tempo todo;
  • Creme hidratante – é incrível como a nossa mão fica seca aqui;
  • Repelente – de noite o tanto de pernilongo que tem nos locais é algo irritante;
  • Carregador portátil – sua bateria com certeza vai acabar depois de tirar tantas fotos…rs.
  • Protetor solar para o corpo e também protetor labial;
  • Álcool em gel e/ou lencinhos umedecidos – eles servem como papel higiênico também, para caso utilize algum restaurante que não tenha disponível este item no banheiro; e,
  • Remédios para dor de cabeça, dor de estomâgo e mais algum que ache ser necessário.

Dica: No site da Embaixada do Brasil na Índia há um número de emergência para atender brasileiros que estejam na Índia precisando de ajuda. É sempre bom ter este número salvo no celular, para caso precisar: +91 9810697829.

Acham que ficou faltando alguma coisa? Adoraria receber os comentários de vocês. 🙂

Foto do meu ponto turístico favorito de Jaipur – Amer Fort. Foto por Camila Pimenta

“O real Hotel Marigold” – documentário BBC

Você já pensou em se aposentar e vir morar na Índia – por conta do custo baixo de vida e da “tranquilidade”? Pois é…o canal britânico, BBC, realizou um documentário sobre como seria o real ‘Marigold Hotel‘, trazendo ingleses com mais de 60 anos para virem morar por algumas semanas em Jaipur (cidade em que eu vivo desde 2013). Este documentário foi feito em 3 partes, e vale a pena assistir, se você curte a Índia.

Abaixo um breve trailer de como é este documentário – pois o conteúdo integral foi retirado do Youtube.

Infelizmente, como a maioria das informações que possuímos sobre este país, a BBC fez com que víssemos mais o lado típico indiano, como por exemplo:

  1. Os ingleses moram no meio da Pink city, em um Hotel – Ok, o Hotel é bom e limpinho, porém NUNCA conheci um estrangeiro que morasse no meio da muvuca que é a cidade rosa;
  2. A BBC faz com que os participantes vão de Jaipur para Agra de trem, em classe normal! Sério? É isto mesmo produção? Não há a necessidade de faze-los passar por isto. Alugar um carro sai super em conta e é bem mais confortável, além de que se for de trem, que vá em primeira classe, já que o valor é bem barato para quem ganha em libras;
  3. Em uma parte do primeiro episódio eles mostram uma das inglesas utilizando um banheiro público. Eu nunca fui nestes banheiros e não conheço ninguém que seja estrangeiro e que tenha ido. Mesmo na Pink city há restaurante com um bom banheiro que pode ser utilizado;
  4. Neste mesmo episódio mostra alguns estrangeiros indo até um local onde vende a carne de frango fresca, ou seja, você escolhe o frango e eles matam o mesmo na hora – porém, há também açougues em que os estrangeiros que vivem em Jaipur não precisem passar por isto;
  5. Por último, o que eu achei mais absurdo foi mostrar o moço indiano da casta Meena, dizendo que ele não consegue um bom emprego em agências de turismos por conta da casta dele, e além disto ele diz que ganha 2 mil rúpias por semana. Eu tenho amigas que conhece ele e me disseram que ele trabalha como guia de uma empresa de turismo, e que ele ganha sim mais do que esta quantia.

Sobre a pergunta acima “morar na Índia após se aposentar”: Eu não consigo imaginar a minha avó, que tem mais de 70 anos, morando aqui.

Acho que se você já estiver morando na Índia, quando alcançar uma certa idade, tudo bem, porém se mudar para cá por tempo integral, após se aposentar, eu não vejo lógica, a não ser que você não tenha família em seu país de origem e tenha uma saúde muito boa.

Sim, a Índia possui um custo de vida muito mais em conta, mas creio que a mudança repentina, de uma vida ocidental para a Índia, quando estiver com uma certa idade, pode deixar a pessoa muito estressada, por conta da grande diferença cultural e das dificuldades em conseguir as coisas de uma forma mais simples.

Depois me contem o que acharam do documentário. Adoro quando recebo opniões de vocês. 🙂

Miojo MAGGI é proibido na Índia!

Há mais de 7 anos eu sai da casa dos meus pais e fui morar nos EUA.

Lembro como se fosse ontem, que via a minha família muito preocupada com a minha decisão. O principal motivo? A minha alimentação.

Quem me conhece sabe que eu nunca fui fã de cozinhar, e por isto havia um receio da minha família como que eu me alimentaria estando fora de casa.

Recordo da minha tia me dizendo: “Camila, não coma miojo – este alimento é um veneno para o corpo”.

Ok….Ok….eu sei….mas naquela hora de preguiça, quando eu escutava o meu estômago fazer barulho e queria apenas me livrar da fome, é o miojo que me salvou em várias situações….rs.

Hoje em dia eu tenho mais conciência e cuido melhor da minha alimentação….como diz a modelo Gisele Bundchen: “O seu corpo é o seu templo”.

Bom, o motivo de eu estar falando sobre isto aqui no Blog é que esta semana o tópico mais discutido na Índia foi a proibição da venda deste alimento, conhecido popularmente como Maggi (marca mais famosa de miojos).

Imagem obtida no site http://newshunk.com/

Imagem obtida no site http://newshunk.com/

A razão da proibição?

Foi encontrado um alto índice de chumbo neste alimento.

O engraçado é que há um comercial na TV que fala que este alimento é muito saudável. Conforme Você pode assistir abaixo:

Até a atriz do comercial, Madhuri Dixit, teve que se explicar para as autoridades e para a população indiana. Na internet está rolando várias piadas, como já se podia esperar…

  • A partir de agora as garotas indianas terão que alterar o perfil do site de relacionamento, dizendo que não sabem cozinhar:

IMG_1465

  • Os que gostam de MAGGI continuarão adquirindo este produto, o qual será considerado um vício/ uma droga.

IMG_1456

O próprio governo indiano está processando a Nestlé, que é a empresa responsável pela fabricação do miojo Maggi.

E Você? Já parou para pensar no mal que estas comidas processadas podem lhe causar?

Compreendendo um pouco mais sobre a Índia.

Que a Índia foi colonizada por muitos anos pelos ingleses todos sabem…porém o que eu nunca tinha parado para refletir é os costumes que eles colocaram na vida dos indianos e que permanecem até hoje.

Eu fui perceber isto apenas após assistir a primeira temporada completa de Seriado Downton Abbey.

the-cast-of-downton-abbey1

Não é apenas o chá com leite (chai) e as palavras inglesas que pude ver que permaneceram na vida indiana, após a saída dos ingleses em 1947.

Entre os outros pontos estão:

  • Os ingleses deste seriado se levantam sempre que o seu superior entra em cena – fato que ocorre muito por aqui. Você verá este costume nas Empresas até no porteiro do seu prédio (até hoje eu não gosto quando eu entro e saio do meu prédio e o porteiro levanta da sua cadeira – já até pedi para o Dilip conversar com ele e dizer que não precisa, mas é difícil mudar um costume implantado na pessoa desde que ela é pequena);
  • Homens realizando tarefas que em nossa visão de ocidental são tarefas de mulheres. Aqui na Índia quem limpa a minha casa, passa roupa, faz meu pé e minha mão (manicure e pedicure), são os homens. E é super comum ver isto em todos os lugares, ou seja, não há nenhum preconceito ou brincadeira boba sobre eles realizarem este trabalho. Neste seriado os homens também realizam várias destas atividades que eu mencionei acima;
  • Aqui na Índia, as pessoas que estão realizando um trabalho que não é tão reconhecido entre eles, como limpar a casa, dificilmente olham para nós de igual para igual…há um receio entre conversar (mesmo se for em hindi), e eles sempre nos chamam de ‘Madam’ ou ‘Sir’ – da mesma forma que vemos neste seriado;
  • O modo impecável de se vestir (cuidado com as roupas, mesmo que estas sejam velhas), e o costume de ter vários funcionários para manter uma casa grande, são outros aspectos que eu consegui identicar semelhanças ao assistir a esta série de TV Inglesa.

Lógico que este seriado foi gravado como sendo em 1914, e eu nunca estive na Inglaterra para saber se este tipo de costumes ainda permanecem por lá….mas achei interessante vir aqui repassar para Vocês, que gostam da Índia do mesmo modo que eu.

Ahhh, e se Você souber sobre algum outro seriado para me indicar, onde eu possa ver algo relacionado com a Índia, por favor, me avisa por aqui, pois compreender este País que me acolheu tão bem é um dos meus hobbies prediletos. 🙂