Histórias sem imagens.

Hoje resolvi contar dois fatos que ocorrem comigo, desde o período que vim para a Índia pela primeira vez.

Porém foram momentos que eu não consegui registrar nenhuma imagem, e por isto haverá apenas escrita neste post!

  • Primeiro acontecimento:

Certo dia eu estava a caminho do ponto combinado onde eu pegava a minha carona para ir trabalhar (Lembra que eu comentei sobre o trajeto do meu trabalho neste post aqui?), e ao cruzar uma esquina me deparei com uma criança, com cerca de 6 anos, em seu momento matutino de defecação.

Ao visualizar aquilo eu logo virei meu rosto, pois creio que todos os seres humanos gostam de privacidade…rs. Mas algo me fez a voltar a observar aquela situação, pois escutei algumas conversas.

Naquele instante eu presenciei o momento mais “querido” do meu intercâmbio.

Um amiguinho (na mesma faixa etária) da criança que estava na situação que citei acima, apareceu com uma garrafinha d’água, e ajudou a este se limpar.

Para quem ainda não sabe os indianos não utilizam o papel higiênico.

Há o chuveirinho de banheiro, nas casas daqueles que possuem um recurso financeiro melhor, mas para àqueles mais simples, eles utilizam um balde d’água.

Foi muito rápido, mas com esta imagem que ficará gravada em minha mente por muito tempo eu comecei a refletir sobre como é importante ajudar ao próximo e como os amigos é algo muito valioso.

🙂

  •  Segundo acontecimento:

Desta vez eu estava na porta de um supermercado, aguardando um rickshaw e três crianças se aproximaram de mim, para pedir dinheiro.

Eu não sou a favor de dar dinheiro para nenhuma criança de rua, pois o motivo de elas estarem ali, em minha opinião, é dos pais, os quais as forçam a trabalhar.

Aqui tem um artigo que fala mais sobre isto (inglês).

Bom, voltando ao acontecimento…

Eu disse para elas: “Otttoooo, Otttoooo, Otttoooo”, e todas caíram na gargalhada.

‘Otto’ é o som que os indianos fazem para chamar um Rickshaw quanto este está passando na rua…

Na verdade seria ‘Auto Rickshaw’, por este ser motorizado, mas para “facilitar” eles encurtaram para o famoso “Otto”.

Enfim, depois de eu repetir esta palavra inúmeras vezes, as crianças saíram correndo e dois minutos depois apareceram dentro de um Rickshaw, com os braços para cima, balançando e com um baita sorriso no rosto…além disto o ‘tuc tuc’ estava com o rádio ligado e uma música muito bacana tocando…

Ou seja, elas entenderam o que eu precisava e conseguiram um rickshaw para mim!!
Posso dizer uma coisa? Pareceu cena de filme…um momento que também não vou esquecer e que novamente me ensinou, mais uma vez, a ajudar ao próximo, sempre!!

🙂

São momentos como estes que me fazem a amar tanto este País!!!

Incrível Índia!!! ♥

Anúncios

2 pensamentos sobre “Histórias sem imagens.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s