Garotos indianos…

“Um adolescente indiano do ashram de alguma forma realmente despertou meu fascínio. Havia algo em sua (perdoem-me a palavra, mas…) aura que me atraía muito. Para começar, ele era incrivelmente magro (embora isso seja uma coisa relativamente normal por aqui; se existe alguma coisa neste mundo mais magra do que um adolescente indiano, eu teria medo de ver). Vestia-se do mesmo jeito que os meninos interessados em informática da minha escola de ensino fundamental costumavam se vestir para shows de bandas – calças escuras e camisas de botão brancas compridas demais, que faziam seu pescoço fino, mais parecendo um caule, esticar-se para fora do colarinho como uma única margarida espichada para fora de um vaso gigante. Seus cabelos estavam sempre bem penteados e molhados. Ele usava um cinto de homem mais velho, que dava quase duas voltas no que devia ser uma cintura de 40 centímetros. Vestia as mesmas roupas todos os dias. Percebi que aquilo era o seu uniforme. Ele devia lavar a camisa à mão todas as noites e passá-la pela manhã. (Embora essa atenção com o vestuário também seja típica daqui; os adolescentes indianos, com suas roupas engomadas, rapidamente me fizeram sentir vergonha dos meus vestidos amassados de camponesa, e fizeram-me adotar roupas mais limpas, mais modestas.) Mas o que esse garoto tinha que me causava tanto impacto? Por que eu ficava tão comovida sempre que via seu rosto — um rosto tão cheio de luminosidade que parecia que ele havia acabado de chegar de longas férias na Via Láctea….”

Trecho do livro “Comer, Rezar, Amar” – Elizabeth Gilbert.

Na imagem abaixo, que tirei em Abhaneri Village, Vocês compreenderão o que ela quis dizer:

??????????

O motivo de eu fazer este post é para afirmar o que foi dito por esta autora, quando ela cita a impecável vestimenta do garoto.

Aqui na Índia, a maioria das mulheres e os homens são bem cuidadosos com suas vestimentas… Fato que também já fez me sentir um pouco desleixada e pensativa sobre às vezes que eu reclamei por “não ter” roupa para sair (quem nunca fez isto?). Rs…

A maioria dos indianos possuem poucas peças de roupas, mas cuidam destas com tanto carinho que ao observar uma vez uma amiga indiana organizando suas peças em seu pequeno armário, até fiquei comovida.

Curiosidade: Quando Elizabeth fala que o cabelo do menino estava sempre molhado é porque aqui eles usam muito leite de coco para dar brilho aos fios, tanto homens como mulheres.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s